28 de out de 2010

Resiliência.


Participando de uma brincadeira no blog Agulhas e Sonhos da amiga Iêda Klein, deparei-me mais uma vez com esta palavra e seu significado.
Resiliência: para a física é, portanto, a capacidade de um material voltar ao seu estado normal depois de ter sofrido tensão.
Atualmente resiliência é utilizado no mundo dos negócios para caracterizar pessoas que têm a capacidade de retornar ao seu equilibrio emocional após sofrer grandes pressões ou estresse. Fonte: Wikipédia.
Escrevi para a Iêda em seu blog, que para mim uma pessoa resiliente é como o bambu (sabedoria oriental) forte, grande, não se quebra facilmente,
e após as tempestades da vida, batido por chuva e vento, está de volta ao seu lugar.
Esta palavra já começou a se infiltrar na vida das pessoas que passam a buscar um maior entendimento de onde ela se aplica e de como aplicá-la em nossas vidas no dia a dia.
Algumas pessoas, pelas experiências ( desta e de outras vidas), já experimentaram e praticaram a resiliência.
Por isso para uns é mais fácil ser resiliênte frente a situações que exigem isso, do que para outros, que julgam difícil executar, exercitar esta força; que particularmente julgo ser um dos ingredientes das virtudes.
Chamo-a de força, e o pensamento registra a comparação com a força de um motor, para começar a entender a resiliência.
Conforme for exercitando e me apropriando do entendimento desta palavra maravilhosa e de seus efeitos em nossas vidas, continuarei em contínuo aprendizado. E trarei aqui novas considerações acrescidas do valor da experiência. Elaine.

Nenhum comentário:

Postar um comentário